Crédito imobiliário alcança R$ 171 bi em 10 meses e ruma para R$ 200 bi até o fim do ano, segundo Abecip

O crédito imobiliário mantém o ritmo forte de expansão em outubro. Os números da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) mostram um crescimento de 23,74% nas concessões de crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) na comparação com outubro de 2020.

 

Houve, no entanto, um leve recuo no volume em relação a setembro. O mês passado registrou um montante de R$ 17,156 bilhões na produção de crédito imobiliário, com queda de 3,9% na comparação com o período imediatamente anterior.

 

No acumulado do ano até outubro, as instituições financeiras desembolsaram R$ 171,847 bilhões na concessão de crédito imobiliário. Trata-se de um crescimento de 85,44% ante o mesmo período de 2020. Se a concessão de empréstimos do gênero mantiver o ritmo dos meses de setembro e outubro, a tendência é de o volume financeiro ultrapassar os R$ 200 bilhões no ano.

 

De qualquer modo, a cifra de dez meses de 2021 já ocupa o topo da lista entre os melhores anos para o mercado de crédito imobiliário. Isso porque 2020 já havia registrado uma marca histórica e, em 12 meses, registrou R$ 124 bilhões.

 

Em outubro de 2021, foram 71.123 unidades financiadas. A quantidade representou um leve recuo também na comparação com setembro, quando clientes das instituições financeiras tomaram empréstimos para compra ou construção de 73.831 unidades.

 

Na comparação com outubro de 2020, houve um crescimento de 56,16% na quantidade de imóveis financiados com recursos da poupança, segundo a Abecip.

 

Fonte: Valor Econômico

Verde

Solicite uma simulação

Rekk Copyright @ 2021

Nosso site utiliza Cookies para melhorar a sua experiência de navegação.